Cookies de Nutella de três ingredientes | As Vantagens de Ser Invisível

De tempos em tempos, Hollywood se especializa em um tipo de filme. Há mais ou menos 15 anos, o que fazia sucesso eram os dramalhões românticos. Há menos tempo, uns dez anos, os besteiróis que faziam piadas de filmes de terror dominaram as produções. Há mais ou menos oito anos os filmes de super-heróis entraram na moda (oba!). Obviamente Hollywood teve mais movimentos do que os citados aqui, mas quis dar alguns exemplos recentes.

Agora, a aposta mais recente dos estúdios são os filmes de adolescentes para todos os públicos, que falam sobre as incertezas, as dúvidas e as dificuldades de virar adulto. E o que mais me chama a atenção nesse gênero é o adorável As Vantagens de Ser Invisível, de Stephen Chbosky. Por ter sido escrito e dirigido pela mesma pessoa – caso único na história do Cinema moderno – acredito que o filme contenha as mesmas mensagens do livro e, por isso mesmo, seja tão bom.

A narrativa gira em torno do introvertido Charlie, um garoto de 15 anos que acaba de entrar no temido Ensino Médio (a high school americana) e, como qualquer um de nós (tímido) nesse período, se sente extremamente deslocado. Tendo de lidar com uma doença mental do passado, Charlie sofre com a perda de seu melhor amigo para o suicídio e luta para se encaixar num mundo o qual ele sente não pertencer.

Diferenciando-se, a partir daqui, de todos os filmes sobre high school feitos até então, Charlie não sofre bullying ou é atormentado pelos novos colegas. Ao contrário, ele é acolhido pelos veteranos e meios-irmãos Sam e Patrick, que lhe ensinam sobre esse novo e assustador mundo limiar entre a adolescência e a vida adulta. Com o desejo de um dia se tornar escritor, Charlie também se torna o aluno favorito do professor Mr. Anderson, que o incentiva a ir além.

Quando Charlie conhece os amigos de Sam e Patrick, sua vida muda para sempre. Ele aprende a se divertir e parece deixar os fantasmas do passado para trás. Embora se sinta atraído por outra, Charlie começa a namorar Mary Elizabeth, uma garota da turma. Mas é quando o relacionamento acaba que Charlie é posto à prova por Patrick, abrindo as portas para que sua doença mental volte com tudo.

É uma história sobre amor, descobertas e tudo o mais. Mas é, acima de tudo, uma história sensível e tocante sobre amizade, sobre pertencer e se sentir querido em um universo majoritariamente hostil. Embora mostre conflitos de adolescentes, As Vantagens de Ser Invisível toca todos os públicos, por ser uma história de superação baseada no amor e na amizade. Além disso, contém uma das mensagens mais bonitas (e verdadeiras) que já vi nos últimos tempos: “nós aceitamos o amor que achamos merecer.”

Foi, também, um enorme prazer ver três jovens atores “desabrocharem”. A maior revelação foi ver Logan Lerman em um papel realmente sério, fora da (terrível) saga Percy Jackson, e apreciar seu verdadeiro talento. A segunda foi Emma Watson, pela primeira vez em um papel não-Harry Potter, e saindo-se tão bem. Já Ezra Miller, ator que até então desconhecia, também me surpreendeu postivamente.

Por fim, falar de um filme para adolescentes exigia uma receita simples, sem complicações e com poucos ingredientes, que até as crianças conseguissem fazer sem problemas. Descobri, então, essa receita de cookie de Nutella de três ingredientes e me pareceu a combinação perfeita. Não tem nenhum segredo, e os biscoitos ficam supercrocantes, com gostinho de chocolate.

COOKIES DE NUTELLA DE TRÊS INGREDIENTES

rende 24 biscoitos
Tempo de preparo: 5 minutos
Tempo de cocção: 10-12 minutos
Tempo de esfriamento: 15 minutos
Tempo total: 30 minutos

Ingredientes 

3 colheres (generosas de sopa) de Nutella
1 ovo médio
1 xícara de farinha de trigo

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno a 180º. Em um pote, misture a Nutella e o ovo e misture bem, até ficar homogêneo. Acrescente a farinha aos poucos e vá mexendo com uma colher ou espátula. A massa ficará pronta quando parar de grudar nas mãos. Enquanto isso não acontece, vá acrescentando a farinha.

A massa também ficará bastante oleosa, mas é por causa da Nutella. Prepare uma assadeira com papel manteiga ou um silpat de silicone e vá fazendo pequenas bolinhas com as mãos, como se fossem brigadeiros. Coloque-as na assadeira e achate-as levemente com os dedos, de modo que fiquem com forma de cookies.

Leve ao forno por 10-12 minutos ou até que dourem. Retire do forno e deixe que esfriem completamente na assadeira. Depois disso, não é necessário deixá-los esfriando numa gradinha. Guarde em um pote hermético por até quatro dias e coma como quiser, com Nutella por cima ou com leite.

Beijos, e até o próximo post
🙂

Receita via Ana Maria Brogui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s